Dra. Bruna Barbosa

Especialista em Medicina Fetal

CRM-PR 24558 | RQE 18805

Conheça um pouco mais sobre a minha formação da Dra. Bruna Barbosa:

  • Sou Graduada em Medicina pela Universidade Estadual de Maringá (UEM);
  • Fiz residência médica em Ginecologia e Obstetrícia pela Universidade Estadual de Londrina (UEL);
  • Possuo o Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO);
  • Sou Especialista em Ultrassonografia Obstétrica e Medicina Fetal pela Universidade de São Paulo (USP);
  • Sou Mestre em Ciências no programa de Obstetrícia e Ginecologia, área de Medicina Fetal pela Universidade de São Paulo (USP);
  • Na Medicina Fetal sou certificada pela AMB (Associação Médica Brasileira) e pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO).

Antes de me especializar na área da Medicina Fetal, atuei como Ginecologista e Obstetra em algumas cidades do Paraná e também de São Paulo.

Atualmente, me dedico exclusivamente à Medicina Fetal, atuando no Setor de Imagem do Hospital Santa Casa da Misericórdia e no Laboratório São Camilo, ambos em Maringá.

Mas afinal, o que é a Medicina Fetal?

A Medicina Fetal é uma área de atuação da especialidade médica Ginecologia e Obstetrícia que visa o bem estar da mãe e/ou do feto antes, durante e logo após a gravidez.

Seu enfoque está no acompanhamento detalhado da gestante, com objetivo de estimar riscos, diagnosticar e tratar possíveis complicações da gravidez, sejam relacionadas à mãe ou ao bebê.

Os médicos dessa área são especialistas em gravidezes de alto risco, especializados em casos de não-rotina. Por exemplo:

  • Pacientes com problemas crônicos de saúde, com os quais é preciso trabalhar com outros especialistas para manter a saúde da mãe à medida que o corpo muda e o bebê cresce;
  • Pacientes que enfrentam problemas inesperados durante a gravidez, como parto prematuro, sangramento ou pressão alta.

Em outros casos, é o bebê que enfrenta problemas de não-rotina como:

  • Diagnóstico de defeitos congênitos ou problemas de crescimento, em que o tratamento começa antes do nascimento;
  • Monitoramento, transfusões de sangue ou cirurgias para apoiar os bebês com o melhor tratamento possível até que estejam prontos para o parto.

Por que você pode precisar do meu acompanhamento?

Como Médica Especialista em Medicina Fetal, eu ajudo as mulheres que estão enfrentando uma gestação considerada de risco ou que possui uma probabilidade alta de complicações devido a alguns fatores, sendo assim, posso realizar as seguintes funções:

  • Assistência pré-natal regular a mulheres com gravidez de alto risco;
  • Ajudo a gerenciar os problemas de saúde existentes na mãe, como diabetes e pressão alta;
  • Cuidados para mulheres que desenvolvem complicações durante a gravidez ou no parto;
  • Testes e procedimentos, como ultrassom, para verificar o crescimento e desenvolvimento do bebê;
  • Verifico se há defeitos congênitos e distúrbios genéticos com testes como amniocentese, amostragem de vilosidades coriônicas (CVS) ou amostragem de cordão umbilical;
  • Diagnósticos e gerenciamento de defeitos congênitos, problemas cardíacos e distúrbios sanguíneos em bebês em desenvolvimento, incluindo a realização de cirurgias, se necessário;
  • Monitoramento do trabalho de parto e lido com o nascimento;
  • Gerencio qualquer problema de saúde da mãe após a gravidez, como sangramento excessivo, infecções ou pressão alta;
  • Identifico riscos e forneço recomendações para gravidezes futuras.

Outros razões pelas quais você pode precisar do meu conhecimento:

  • Se você possui idade igual ou superior a 35 anos no momento esperado do parto (idade materna avançada);
  • Se você tiver tido um resultado de triagem anormal no primeiro trimestre (para síndrome de down e/ou Trissomia 18) ou um resultado anormal de quádruplo no segundo trimestre (para Síndrome de Down, Trissomia 18 e/ou espinha bífida);
  • Se tiver resultados positivos no teste de portador de condições genéticas, como fibrose cística e doença falciforme;
  • Se for uma gestante com complicações como sangramento, trabalho de parto prematuro, hipertensão, diabetes e outras;
  • Se houver gestação múltipla (gêmeos, trigêmeos, quádruplos);
  • Caso você use medicamentos, álcool ou outras drogas que podem ser prejudiciais para o feto;
  • Se foi descoberto alguma anomalia por meio do ultrassom;
  • Se você é um casal que está grávido ou que considera engravidar e que têm histórico familiar de defeitos congênitos, retardo mental ou condições genéticas;
  • Caso seja um casal com infertilidade inexplicada, abortos recorrentes ou perda fetal.

Conheça os tipos de Ultrassom na Gravidez que eu, Dra. Bruna Barbosa, realizo:

  • Ultrassom de Translucência Nucal (NT)
  • Ultrassom Morfológico de 1º Trimestre
  • Ultrassom Morfológico de 2º Trimestre
  • Ultrassom Obstétrico
  • Ultrassom Obstétrico 1º Trimestre
  • Ultrassom Obstétrico com Dopplerfluxometria
  • Ultrassom Obstétrico com Perfil Biofísico Fetal
  • Ultrassom Transvaginal para Avaliação do Colo Uterino